O ex-senador Roberto Requião (MDB), 80 anos, foi convidado pelo presidente do PSB, Carlos Siqueira, para disputar o governo do Paraná pela legenda nas eleições de 2022. A informação é do jornalista Guilherme Amado do portal Metrópoles.

De acordo com fontes ligadas ao MDB, dificilmente Requião emplacaria seu nome para disputar o governo paranaense pelo seu partido atual, que é controlado pelo bolsonarista Sergio Souza. Por outro lado, o ex-governador do Paraná também encontraria muita resistência dentro do PSB, que é um dos partidos aliados do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD).


Para muitos analistas políticos, o próprio Requião relutaria em deixar seu partido, pois enfrentou várias crises dentro da legenda e mesmo assim permaneceu firme no MDB. Ele governou o Paraná por três mandatos (1991/1994, 2003/2006 e 2007/2010). Foi eleito duas vezes para o Senado, a primeira para a legislatura de 1995/2002 e a segunda entre 2011 e 2018.


Formado em direito e jornalismo, Requião também foi deputado estadual e prefeito de Curitiba. Está filiado ao MDB desde 1980 e é uma das figuras mais longevas e importantes do partido no estado. 


O ex-governador retuitou a notícia sobre o convite para se filiar ao PSB, mas não fez nenhum comentário sobre o assunto. Suas postagens são de críticas ao governador Ratinho e ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), além de mensagens aos filiados do MDB.