Coritiba: 114 anos de história, SAF e desafio contra o rebaixamento

Nesta quinta-feira (12), o Coritiba celebra 114 anos de sua trajetória. Este aniversário destaca-se por mudanças significativas na administração do Alviverde. A principal transformação foi a aquisição da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) pelo clube, realizada pela Treecorp Investimentos. Assim, o Coxa inicia o novo ano sob uma nova estrutura de liderança, mantendo a luta para evitar mais um rebaixamento.

A SAF, sob a liderança do CEO Carlos Amodeo, foi oficialmente estabelecida em junho e já completou 100 dias. A empresa, com Roberto Justus como acionista, se comprometeu a investir R$ 1,3 bilhão nos próximos dez anos. Em menos de quatro meses, a SAF já realizou significativas mudanças no elenco coxa-branca, com 29 reforços contratados durante a temporada, sendo que dez deles já se despediram no processo de reestruturação.

Este ano, marcado por grandes investimentos, contrastou com recordes de baixo desempenho do time. Mesmo com um investimento inicial de cerca de R$ 28 milhões para a formação do elenco, conforme levantamento do UmDois Esportes, o Coritiba permaneceu na zona de rebaixamento durante toda a temporada do Brasileirão.

Apesar disso, as últimas duas vitórias trouxeram um novo ânimo à equipe, que saiu da lanterna e agora ocupa a 19ª posição, com 20 pontos. Agora, clube e torcedores anseiam para que o novo ano traga a permanência na elite do futebol e um melhor desempenho, deixando para trás os recordes negativos que marcaram o ano anterior.

Destaque para as sequências negativas que marcaram o 113º ano do Coritiba, resultando em recordes históricos de resultados ruins e colocando o clube na zona de rebaixamento. 

O torcedor coxa-branca espera que tais marcas não se repitam no novo ano. Nos últimos meses, o Coritiba teve quatro técnicos, evidenciando os desafios que a equipe enfrenta. Guto Ferreira encerrou a temporada passada no comando e, em 2023, deu lugar ao português António Oliveira. 

Ele deixou o Coritiba após duas derrotas no início do Brasileirão, sendo sucedido por Antônio Carlos Zago, que também não obteve vitórias expressivas. 

Thiago Kosloski assumiu interinamente e apresentou uma melhora temporária antes de ser efetivado como treinador. Até o momento, Kosloski busca equilibrar o desempenho da equipe.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NetBet Brasil: Uma análise detalhada dos jogos e benefícios oferecidos

Grave colisão em São José dos Pinhais interrompe BR-376: Ônibus, caminhão, carreta e veículos envolvidos

Bloqueio total da BR-376/PR na região de Guaratuba